Antropologia com crianças

Conheça um pouco do projeto a partir de participação na exposição coletiva virtual do Grupo de Trabalho “Antropoéticas” na 32ª Reunião Brasileira de Antropologia

Antropologia com crianças: oficinas de sensibilização para a diferença (fotografia e montagem de desenhos e textura sonora)

Conheça todos os trabalhos que compuseram a exposição

O projeto de extensão Antropologia com crianças teve início a partir de oficinas realizadas no ano de 2014 em uma biblioteca municipal no bairro Roosevelt, região norte de Uberlândia, em Minas Gerais.

Na época eu as ministrava sozinha e, posteriormente, já na universidade, junto a estudantes monitoras/es da graduação. Com o acionamento de dispositivos como exibição de filmes, elaboração de desenhos, leitura de livros, realização de jogos coletivos, rodas de conversa, entre outros, a ideia do projeto é sensibilizar para a diferença a partir da abordagem de temáticas caras aos debates antropológicos.

Em 2020, com a pandemia, não realizamos as oficinas e, com a vontade de continuar instigando essas discussões de forma sensível e ao mesmo tempo ampliar seu alcance, este sítio foi idealizado tendo em vista o compartilhamento de referências de diversos materiais. Por questões de direitos autorais, os próprios materiais só são compartilhados, quando for o caso, a partir de canais das autoras, realizadoras, autores ou realizadores.

Esperamos que estas referências e materiais possam contribuir com educadoras e educadores – incluindo mães, pais, avós, avôs, tias, tios, padrinhos, madrinhas e demais pessoas que lidam diretamente com crianças – em processos de ensino-aprendizagem sobre a vastidão dos mundos delineados neste planeta Terra.

LITERATURA

Relações étnico-raciais, negritude, povos africanos

Agbalá. Um lugar continente, de Marilda Castanha com ilustrações da autora. Ed. Cosac Naify

As tranças de Bintou, de Sylviane Diouf com ilustrações de Shane Evans. Ed. Cosac Naify 

Azizi, o menino viajante, de Conceição Evaristo com ilustrações de Cleyton Almeida. Kidsbook

O livro está licenciado para ser acessado aqui

Menina bonita do laço de fita, de Ana Maria Machado com ilustrações de Claudius. Ed. Ática

Minha mãe é negra sim!, de Patricia Santana com ilustrações de Hyvanildo Leite. Mazza Edições

Minhas contas, de Luiz Antonio com ilustrações de Daniel Kondo. Ed. Cosac Naify

O cabelo de Lelê, de Valéria Belém com ilustrações de Adriana Mendonça. Ed. IBEP

Relações étnico-raciais, povos indígenas, etnias indígenas

Coisas de onça, de Daniel Munduruku com ilustrações de Ciça Fittipaldi. Ed. Mercuryo Novo Tempo

O Povo Pataxó e suas histórias, de Angthichay, Arariby, Jassanã, Manguadã, Kanátyo, com ilustrações de Arariby Pataxó e Manguadã Pataxó. SEE/MG

Onde a onça bebe água, de Verônica Stigger (a partir da obra de Eduardo Viveiros de Castro) com ilustrações de Fernando Vilela. Ed. Cosac Naify

Txopai e Itohã, de Kanátyo Pataxó com ilustrações do autor. Ed. Formato

Um dia na aldeia – Coleção (Vídeo nas aldeias/Ed. Cosac Naify)

A história de Akykysia, o dono da caça. Um dia na aldeia Wajãpi, adaptação e ilustrações de Rita Carelli a partir do filme de Dominique Gallois e Vincent Carelli

Das crianças Ikpeng para o mundo. Um dia na aldeia Ikpeng, adaptação e ilustrações de Rita Carelli a partir do filme de Natuyu Yuwipó Txicão, Karané e Kumaré Ikpeng

Depois do ovo, a guerra. Um dia na aldeia Panará, adaptação de Ana Carvalho a partir do filme de Komoi Panará, com ilustrações de Rita Carelli

A história do monstro Khátpy. Um dia na aldeia Kisêdjê, adaptação de Ana Carvalho a partir do filme de Whinti Suyá, Kambrinti Suyá, Yaiku Suyá, Kamikia Kisêdjê e Kokoyamaratxi Sayá, com ilustrações de Mariana Zanetti

No tempo do verão. Um dia na aldeia Ashaninka, adaptação de Rita Carelli a partir do filme de Wewito Piyãko, com ilustrações de Mariana Zanetti

Palermo e Neneco. Um dia na aldeia Mbya-Guarani, adaptação de Ana Carvalho a partir do filme de Ariel Ortega e Patrícia Ferreira, com ilustrações de Mariana Zanetti  

Os filmes nos quais os livros se basearam estão disponíveis no próprio canal do Vídeo nas Aldeias e podem ser acessados aqui

Diversidade, diferença, alteridade

Crianças do mundo, de Adèle Ciboul com ilustrações de Céline Guyot e Philippe Mignon (tradução de Luciano Machado). Ed. Salamandra

Lá no meu quintal. O brincar de meninas e meninos de Norte a Sul, de Gabriela Romeu e Marlene Peret, com fotografias de Samuel Macedo e ilustrações de Kammal João. Ed. Peirópolis

Minhas imagens do Japão, de Etsuko Watanabe com ilustrações da autora (tradução Cássia Silveira). Ed. Cosac Naify

O menino Nito. Então, homem chora ou não?, de Sonia Rosa com ilustrações de Victor Tavares. Ed. Pallas

Pássaro Amarelo, de Olga de Dios com ilustrações da autora. Ed. Boitatá

A versão original, em espanhol, pode ser acessada no próprio sítio da autora, que o licenciou em Creative Commons para a internet: https://olgadedios.es/obra/pajaro-amarillo/

Pode Ser, de Adriana Falcão com ilustrações de Willian Santiago. Kidsbook

O livro está licenciado para ser acessado aqui

Questões ambientais

Aves do Território Tapeba. Soraya Vanini, Mayara Melo, Alberto Campos, Weber Girão, Jeovah Meireles com fotografias de Alberto Campos. Adelco (Associação para Desenvolvimento Local Co-produzido) em parceria com ACITA (Associação Comunitária dos Índios Tapeba)

acesse aqui o livro a partir do sítio da Associação para Desenvolvimento Local Co-produzido

Cerrado Dobrado. Dobraduras de animais do cerrado ameaçados de extinção. Aline Barreto, Marcelle Cavalheiro, Marcus Paredes com ilustrações e fotografias de Kiko Nascimento, Marcus Paredes – Brasília Ambiental (IBRAM)

acesse aqui a partir do sítio do IBRAM

Inventário da Fauna e Flora do Território Indígena Jenipapo-Kanindé. Adelle Ferreira, Marciano Moreira, Paulo Neto, Antônio Forte, Davi Alves, Antônio Sousa. Adelco (Associação para Desenvolvimento Local Co-produzido)

acesse o livro a partir do sítio da Associação para Desenvolvimento Local Co-produzido

Ticuna. O Livro das Árvores, Organização Geral dos Professores Ticuna Bilíngües (OGPTB) e Jussara Gomes Gruber

Pedro e a Pedra. Uma Aventura Arqueológica no Ceará, de Getúlio Alípio com ilustrações de Jeferson Hamaguchi – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)

acesse aqui a partir do sítio do IPHAN

IMAGENS EM MOVIMENTO

Relações étnico-raciais, negritude, povos africanos

As Panquecas de Mama Panya, Oficina de História da África – Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), 6 minutos  

disponível aqui

Hair Love (Cabelo Mágico), direção de Matthew A. Cherry, 7 minutos

disponível aqui (legendas podem ser acionadas para tradução automática em português)

Pode me Chamar de Nadí, direção de Déo Cardoso, 20 minutos

disponível aqui

Porto e raiz, direção de Pâmela Peregrino (Itan Cinema Negro de Animação), 6 minutos

disponível aqui

Relações étnico-raciais, povos indígenas, etnias indígenas

68 voces (68 vozes), direção de Gabriela Badillo, Estúdio Hola Combo

Conheça aqui o projeto e assista as animações em língua originária de povos indígenas que habitam o México (tradução para o espanhol no sítio eletrônico)

Animações Kariri- Xocó, direção de Caco Bressane, Cauê Silvério Fernandes e Denízia Cruz, 2 minutos

disponível aqui

A Vida Não é Útil (fala animada de Ailton Krenak), direção de Alex Khouri (Eureka!), 10 minutos

disponível aqui

Aikute: O território nas crianças Xakriabá, direção de Edgar Kanaykõ, 1 minuto

disponível aqui

Koñagxeka: o dilúvio Maxakali, direção de Charles Bicalho e Isael Maxakali (Pajé Filmes), 13 minutos

disponível aqui

Pela Vida Inteira, direção de Bruno Castro e Lili Fialho com narração de Daniel Munduruku, 5 minutos

disponível aqui

Vídeo nas Aldeias. Conheça o projeto de realização audiovisual junto a povos indígenas, em vigor desde 1986

Vídeo nas Aldeias

Abaixo destacamos algumas produções desta organização não-governamental

A gente luta mas come fruta (trecho), direção de Isaac Piãko e Bebito Piãko, 5 minutos

disponível aqui

A história de Akykysia, o dono da caça. Um dia na aldeia Wajãpi, direção de Dominique Gallois e Vincent Carelli, 10 minutos

disponível aqui

A história do monstro Khátpy. Um dia na aldeia Kisêdjê, direção de Whinti Suyá, Kambrinti Suyá, Yaiku Suyá, Kamikia Kisêdjê e Kokoyamaratxi Sayá, 5 minutos

disponível aqui

Das crianças Ikpeng para o mundo. Um dia na aldeia Ikpeng, direção de Natuyu Yuwipó Txicão, Karané e Kumaré Ikpeng, 35 minutos

disponível aqui

Depois do ovo, a guerra. Um dia na aldeia Panará, direção de Komoi Panará, 15 minutos

disponível aqui

No tempo do verão. Um dia na aldeia Ashaninka, direção de Wewito Piyãko, 22 minutos

disponível aqui

Palermo e Neneco. Um dia na aldeia Mbya-Guarani, direção de Ariel Duarte e Patrícia Ferreira, 23 minutos

disponível aqui

Troca de Olhares, coordenação de projeto de Sergio Bloch e Vincent Carelli, 5 minutos

disponível aqui

Questões ambientais

Desabrigados, direção de Alexandre Costa. Circuito Tela Verde (Mostra Tela Verde), 2 minutos

disponível aqui

Luiza e o resistir do Cerrado, direção de Thiago Foresti. Instituto Sociedade, População e Natureza, 3 minutos

disponível aqui

Rio Madeira: a vida antes das barragens, direção de David Reeks, 27 minutos 

disponível aqui

Tapajós, direção de David Reeks, 5 minutos

disponível aqui

Brinquedos e brincadeiras

Bambeia, direção de Renata Meirelles e David Reeks, Projeto BIRA, 5 minutos

disponível aqui

Brinquedos e Brincadeiras, produção Território do Brincar

disponível aqui

Canoas, Tatajua, Ceará, direção de Renata Meirelles e David Reeks, Território do Brincar, 5 minutos

disponível aqui

Capitão Menino, direção de Renata Meirelles e David Reeks, Projeto BIRA, 8 minutos

disponível aqui

Disque Quilombola, direção de David Reeks, Equipe Disque, 13 minutos

disponível aqui

Figuras de Barbante, produção Território do Brincar

série disponível aqui

Mini documentários, produção Território do Brincar

série disponível aqui

Natureza Brincante, direção de Renata Meirelles e David Reeks, Projeto Mapa do Brincar, 5 minutos

disponível aqui

Ô de casa, direção de Clarisse Alvarenga, 70 minutos

disponível aqui

Salu e o Cavalo Marinho, direção de Cecilia da Fonte, Mostra de Cinema Infantil, 14 minutos

disponível aqui

MÚSICA

Nesta seção, destacamos tradições musicais de diferentes recantos do Brasil

Cantos de Chuva. Sons do Cerrado

ouça o álbum

Cavalo Marinho. Brésil: fête de rue du Nordeste

ouça o álbum

Boi do Povo. Bumba-meu-boi de Axixá

ouça o álbum

Coco de roda. Dona Selma (Brazilian Music)

ouça o álbum

Encomendadeiras de Almas. Sons do Cerrado

ouça o álbum

Estrela Brasileira. Bumba Boi de Maracanã

ouça o álbum

Eu Sou Lia. Lia de Itamaracá

ouça o álbum

Maracatu Estrela Brilhante de Igarassu. Estrela Brilhante

ouça o álbum

Moçambique da Nova Gameleira BH, MG. Guarda de Moçambique de Nossa Senhora do Rosário do Nova Gameleira BH, MG

ouça o álbum

Reisado do Salto. Sons do Cerrado

ouça o álbum

Reisado do Tatu. Sons do Cerrado

ouça o álbum

Saravá Jongueiro, Viva Dito Ribeiro. Comunidade Jongo Dito Ribeiro

ouça o álbum

Terno da Folia de Reis de Alto Belo, MG

ouça o álbum

FOTOGRAFIA

Exposição virtual 9ª Primavera de Museus, Edgar Kanaykõ (Campus Cultural UFMG em Tiradentes)

acesse

Humanidades, Carina Aparecida

acesse

Onde crianças dormem (Where children sleep), James Mollison

acesse

Pão de cada dia: o que as crianças comem ao redor do mundo (Daily Bread: what kids eat around the world), Gregg Segal

acesse

Retratistas do Morro, Afonso Pimenta, João Mendes

acesse

Xingu, Ricardo Teles

acesse

PINTURA e ESCULTURA

Arissana Pataxó, trabalhos diversos

Veja imagens aqui e outras técnicas aqui e aqui

Cenas Infantis, Sandra Guinle

acesse as imagens das esculturas em bronze

It was Amazon, Jaider Esbell

Conheça a exposição do artista indígena Makuxi

acesse

MAHKU – Movimento dos Artistas Huni Kuin

Conheça o trabalho do coletivo e de Ibã Huni Kuin

acesse

Txuu Wyna Makre, Vá com o Sol, Narubia Werreria

Algumas imagens da exposição realizada no Palácio Araguaia podem ser vistas no sítio da Secretaria de Comunicação do Tocantins

acesse

Rosi Araújo, trabalhos diversos

Veja pinturas em nanquim da artista indígena Kariri em seu blog

acesse

DESENHO

Daqui dá pra ver! Um olhar sobre a liminaridade expressa pelas tipologias arquitetônicas no Terreiro de Candomblé, Aisha Diéne (Mostra de Desenho Etnográfico/ 32ª Reunião Brasileira de Antropologia)

veja aqui

Descobrir caminhos, desenhar a cidade: temporalidades do bairro Porto em Pelotas, Flávia Reith (Mostra de Desenho Etnográfico/ 32ª Reunião Brasileira de Antropologia)

veja aqui

Desenhos na África do Sul: desenhar para ver, para dizer e para sentir, Aina Azevedo

veja aqui

Epistemologias Negras Ilustradas, Katianne de Souza Almeida (Mostra de Desenho Etnográfico/ 32ª Reunião Brasileira de Antropologia)

veja aqui

Movimentos de uma antropologia gráfica: desenhos em relação, Sophia Pinheiro (Mostra de Desenho Etnográfico/ 32ª Reunião Brasileira de Antropologia)

veja aqui

Os céus dos povos originários, por crianças e adolescentes indígenas das etnias Fulni-ô, Guarani Mbya, Guarani Nhandeva, Guarani Kaiowa, Puri da Mantiqueira, Manoki e Timbira, Tingui-Botó, Tupiniquim, Tabajara e Tapuio-Itamaraty, Kariri e Pitaguary. Museu de Astronomia e Ciências Afins

acesse

Passageiros do metrô, Karina Kuschnir (entre outros inúmeros trabalhos que podem ser vistos aqui)

veja aqui

JOGOS e PODCAST

Huni Kuin: no caminho da jiboia

disponível aqui

Kariri Xocó. Contos Indígenas

disponível aqui

Brincar em Casa

ouça aqui

PROJETOS

Iniciativas, ações e reflexões voltadas a crianças e infâncias a partir de temas como direitos sociais, relações com o ambiente, brinquedos e brincadeiras, entre outros

Carretel Cultural

conheça o projeto

Instituto Alana

conheça o projeto

Criança e Natureza

conheça o projeto

Mapa do Brincar

conheça o projeto

Mirim. Povos Indígenas Brasil

conheça o projeto

Projeto BIRA. Brincadeiras Infantis da Região Amazônica

conheça o projeto

Território do Brincar

conheça o projeto

Pesquisa e seleção de referências: Valéria de Paula Martins e Vitória Brasileira

Arte: Maiana Martins Perdomo